28 MAR 2018 Drama, sofrimento e vaga na final Fernando Rascado

Depois do jogo jogadores, torcedores e comissão técnica fizeram uma grande festa no Bento Freitas (Foto: Jonathan Silva AI – GEB)

Não faltou drama na classificação Xavante para a final do Gauchão. O Brasil saiu perdendo para o São José ainda no primeiro tempo, gol de Clayton aos 18 minutos, e precisou correr atrás pra evitar uma eliminação na frente do torcedor, que praticamente lotou o Bento Freitas.

No segundo tempo, o time do técnico Clemer voltou pressionando muito, principalmente na bola aérea. Após desperdiçar várias oportunidades, o Rubro-Negro conseguiu empatar com Lourency aos 18 minutos da etapa final. O alívio durou pouco, com o empate em 1 a 1 a partida foi para os pênaltis.

Nas penalidades máximas brilhou a estrela de Pitol. O experiente goleiro defendeu a cobrança de Porcellis e garantiu a classificação Xavante para a final do Gauchão após 63 anos. Na decisão o Brasil vai enfrentar o Grêmio. A primeira partida acontece neste domingo (1), às 16h, na Arena em Porto Alegre. A volta será no próximo domingo (8), às 16h, no estádio Bento Freitas. Na final o gol como visitante não será critério de desempate.

O JOGO
Com o Bento Freitas empurrando, o Brasil tentou partir para o ataque desde o começo, mas que chegou com perigo pela primeira vez foi o São José. Aos 10 minutos, Rafinha recebeu na entrada da área, chutou de primeira e Pitol fez boa defesa. Aos 14 o Xavante respondeu. Valdemir fez jogada individual, passou pela marcação e bateu pra fora.

Aos 18 minutos um banho de água fria no torcedor Rubro-Negro. Valdemir saiu jogando errado, Clayton roubou a bola, invadiu a área e só tocou na saída de Pitol, 1 a 0.

O Brasil não se abalou com o gol e seguia pressionando. Aos 26, cobrança de falta na área e Heverton cabeceou pra boa defesa do goleiro Fábio. Um minuto depois, Mossoró recebeu passe na entrada da área, mas chutou fraco para fora.

O Zequinha só se defendia, mas tentava assustar nos contra-ataques, Aos 30, Márcio Jonatan recebeu livre, invadiu a área, mas chutou pra fora.

No último lance do primeiro tempo, Arthur cruzou e Léo Bahia, sozinho, cabeceou por cima do gol de Fábio.

O segundo tempo o Xavante voltou com Lourency no lugar de Léo Bahia. A mudança deu certo. Lourecy precisou de três finalizações pra empatar o jogo. Primeiro, o atacante chutou cruzado e ninguém conseguiu empurrar a bola pro gol. Aos 16, bola cruzada, a zaga afastou parcialmente e no rebote Lourency mandou pra fora. Mas no minuto seguinte o atacante se redimiu com a torcida. Alisson Farias chutou em cima de Bruno Jesus e a bola sobrou limpa para Lourency, que só mandou pro fundo do gol, 1 a 1.

Depois do empate o Xavante diminuiu a pressão e o Zequinha cresceu na partida. Aos 22 minutos, Porcellis tocou para Rafinha, que soltou a bomba e Pitol defendeu em dois tempos. No último lance do jogo, Ednei arriscou de longe e Fábio espalmou para escanteio. Fim de jogo e a decisão foi para os pênaltis.

No duelo de penalidades, o São José começou cobrando e marcando com o goleiro Fábio. Ednei cobrou a primeira para o Brasil e fez. Na segunda série, Rafinha bateu para o Zeca e acertou a trave. Lourency marcou o segundo Xavante. Na terceira série os dois times acertaram. João Pedro para o Zequinha e Matheus Lima para o Rubro-Negro. Na quarta série de cobranças mais uma vez 100%. Everton Alemão fez para o São José e Alisson Farias acertou para o Brasil. Na última série, Porcellis cobrou e Marcelo Pitol defendeu, garantindo a vaga na final 63 anos depois.

Logo após a defesa de Pitol, jogadores, torcedores e comissão técnica fizeram uma grande festa no Bento Freitas.

Ficha Técnica

Brasil: Marcelo Pitol, Éder Sciola, Leandro Camilo, Heverton, Artur, Leandro Leite, Valdemir (Matheus Lima), Mossoró (Ednei), Alisson Farias, Calyson e Leo Bahia (Lourency). Técnico: Clemer.

São José: Fábio, Marcio Lima, Everton Alemao, Bruno Jesus, Marcel, Tiago Pedra, Felipe Guedes, Clayton (Rafael Porcellis), Rafinha, Matheuzinho (João Pedro) e Marcio Jonatan (Kelvin). Técnico: Rafael Jacques.

Gols: Clayton (SJ) e Lourency (B)

Local: Estádio Bento Freitas, em Pelotas

Gostou? Então compartilha, tchê!
Deixa teu comentário