24 FEV 2018 Jael desencanta e Grêmio sobe na tabela Leandro Lopes

Michel celebra com Jael o segundo gol do Grêmio na Arena (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

Quando dois clubes da ponta de baixo da tabela se enfrentam na luta contra o rebaixamento, geralmente sai briga de facão dentro do campo. Geralmente. Só que neste sábado (24) o Novo Hamburgo não ofereceu grande resistência ao Grêmio. O time de Portaluppi contou com uma noite inspirada do atacante Jael, que marcou finalmente seu primeiro gol pelo clube. O Tricolor deixou a lanterna e subiu três posições na tabela. O Noia é o penúltimo, na frente apenas do São Paulo.

O mistão da capital começou avassalador. O Anilado deu a saída de bola e, quando recuperou a posse, o Grêmio precisou de poucos toques para Thonny Anderson abrir o placar logo aos 24 segundos, com assistência de Jael. O atacante limpou bonito a zaga e chutou no contrapé de Michel Alves. Foi o gol mais rápido da história da Arena, deixando pra trás o marcado por Miller Bolaños com um minuto de jogo contra o Veranópolis no ano passado.

Na sequência do primeiro tempo o Tricolor continuou firme no ataque. Michel cabeceou na trave, Thonny chutou para boa defesa do goleiro e Paulo Miranda por pouco não marcou ao desviar cobrança de falta. O Novo Hamburgo teve uma boa oportunidade na bola aérea, mas a bola passou à esquerda da meta defendida por Paulo Victor.

Aos 34, após boa jogada de Thonny Anderson, Jael recebeu na frente e deixou Michel na boa para fazer 2 a 0.

CONFIRA A TABELA E A CLASSIFICAÇÃO DO GAUCHÃO 2018

Na segunda etapa foi do Noia o primeiro bom ataque. Zotti cobrou falta e Assis cabeceou pela linha de fundo. Aos 13, após bom cruzamento de Madson, Jael quase marcou seu primeiro gol com a camisa tricolor. A cabeçada, no entanto, foi defendida por Michel Alves.

Depois dos 25 minutos o Novo Hamburgo esboçou uma reação. A primeira tentativa foi na bola aérea, espantada pelo goleiro gremista. Logo em seguida, Branquinho arriscou uma pancada de fora da área e acertou o travessão. Dois minutos mais tarde, Branquinho tentou de novo e Paulo Victor espalmou.

No fim das contas, a reação não veio. O que veio foi o balde de água fria já depois dos 40. Bindé derrubou Maicosuel na área e o juiz assinalou a penalidade. A Arena pediu Jael e Jael, em seu 24º jogo, teve tranquilidade para tirar o peso da própria Arena das costas. Na comemoração, correu, tirou a camisa, tomou amarelo, mas sorriu – aliviado: 3 a 0.

Com a vitória, o Grêmio subiu para a 9ª posição e já está a um ponto da zona de classificação. No próximo domingo o time de Renato Portaluppi enfrenta o Juventude, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul. Antes disso, na terça, o Tricolor estreia na Libertadores contra o Defensor, no Uruguai. O Noia, vice-lanterna, tem parada dura na sexta-feira, quando recebe o líder Brasil de Pelotas no Estádio do Vale, em Novo Hamburgo.

FICHA TÉCNICA

Grêmio – Paulo Victor; Madson, Paulo Miranda, Bressan e Marcelo Oliveira; Michel, Jaílson (Alisson) e Ramiro; Thonny Anderson (Lima), Everton (Maicosuel) e Jael. Técnico: Renato Portaluppi

Novo Hamburgo – Michel Alves; Bindé, Roberto Dias, Júlio Santos e Assis; David (Renan), Zotti (Henrique Santos), Diogo Oliveira e Juninho; Ricardo Lobo (Branquinho) e Jean Silva. Técnico: Beto Campos

Gols – Thonny Anderson, Michel e Jael (G)

Local – Arena do Grêmio, em Porto Alegre

Gostou? Então compartilha, tchê!
Deixa teu comentário