31 JAN 2018 Aimoré sofre virada e deixa Copa do Brasil Juliano Ortiz

O Aimoré teve uma noite histórica em São Leopoldo. O Índio Capilé estreou na Copa do Brasil diante do Cuiabá, líder invicto do Campeonato Mato-grossense com 100% de aproveitamento, e fez sua estreia em competições nacionais. Com o torcedor em peso no estádio Cristo Rei, a noite tinha tudo para terminar de forma mágica, não fosse uma dupla sertaneja: Weverton e Weriton.

Torcida foi em peso apoiar o time na primeira partida em competições nacionais (Foto: @radiogaleraoficial)

O Aimoré, que desde 2017 disputa a Série B do Gauchão (ou Divisão de Acesso), jamais havia disputado uma competição de nível nacional. Graças ao vice-campeonato da Copa FGF, o Índio Capilé garantiu vaga para o certame, que este ano vem com novo regulamento. Ciente do jogo do Caxias, vitimado diante do Atlético-PR pelo empate sem gols que classificou o Furacão para a próxima fase, o Aimoré sabia que a única forma de se manter vivo e com chances de avançar na Copa do Brasil, seria ir pra cima do Cuiabá e vencer em casa, diante de sua torcida.

Com um primeiro tempo mais impositivo que o adversário, o Aimoré construiu boas chances de gol e foi premiado no meio da primeira etapa, quando Brandão aproveitou a cobrança de falta de Murilo – que alçou a bola na área – e aproveitou a sobra para abrir o placar para o time da casa, anotando o primeiro gol do Aimoré em competições nacionais. Apesar de um ou outro susto nos 45 minutos iniciais do jogo, o time alviazul conseguiu ir para o intervalo com a vitória parcial, suficiente para garantir a classificação à segunda fase da Copa do Brasil.

No Cristo Rei, destaque para a super lua, que mais parece um refletor e – na verdade – é (Foto: @josuegarciasl)

No segundo tempo, o Aimoré teve uma chance gritante com Carlos Eduardo, que perdeu de ampliar e garantir certa tranquilidade ao time da casa. Não demorou muito, e a lei máxima do futebol prevaleceu: quem não faz, leva. Aos 29 da etapa final, o centroavante Jenison finalizou, o goleiro Pablo espalmou a bola e Weverton aproveitou o rebote para deixar tudo igual. E, no finalzinho do jogo, o Aimoré foi para o tudo ou nada. Em cobrança de escanteio, no último lance da partida, Murilo levantou na área e o goleiro capilé – Pablo – se largou para tentar fazer a diferença. Infelizmente, o goleiro Victor Souza ficou com a bola após a cobrança e rapidamente se livrou dela. Weriton aproveitou que o gol estava livre e carimbou a vaga na segunda fase da competição para o Cuiabá.

Independente do resultado, o Aimoré foi bravo. Fez uma partida histórica – sua primeira em competições nacionais – esteve à frente durante metade do jogo diante do melhor time de Mato Grosso e só perdeu a partida com um gol isolado, no final. Parabéns ao Índio Capilé pela tenteada e pelo presidente do clube, Paulo Costa, que chorou emocionado com o feito dos jogadores.

O futebol é lindo, gurizada.


FICHA TÉCNICA

Aimoré: Pablo; Murilo, Léo Kanu, Centeno e Cássio; Digaô (Abú), Élton (Carlos) e Cleiton; Marco Antônio, Diego Carioca (Leozinho) e Brandão. Téc.: Arílson

Cuiabá: Victor Souza; Weriton, Ednei, Marcelo Xavier e Quaresma; Magno (Tiago Etges), Jean e Hiltinho (Geovani); Bruno Alves, Jenison e Weverton. Téc.: Itamar Schülle

Gols: Brandão (A); Weverton e Weriton (C).

Local: Cristo Rei, em São Leopoldo/RS

Gostou? Então compartilha, tchê!
Deixa teu comentário