30 SET 2017 Empate amargo Fernando Rascado

Com o empate o Xavante segue ameaçado pelo Z-4 (Foto: Carlos Insaurriga/ AI Brasil)

Antes do jogo deste sábado contra o Vila Nova no Serra Dourada, se imaginava que um empate seria considerado um bom resultado para o Brasil. Mas as circunstancias do empate em 1 a 1, deixaram um gosto amargo na boca do torcedor Xavante. O Rubro-Negro abriu o placar aos 19 minutos de jogo com Éder Sciola. Aos 41 do segundo tempo, as câmeras da TV flagraram o técnico Clemer dizer pro seu elenco que o jogo já tinha encerrado. O problema foi que o jogador Fernando Medeiros não concordou e com uma bomba do meio da rua, acertou o ângulo esquerdo de Pitol, deixando tudo igual no marcador um minuto depois da fala do treinador.

Com o resultado, o Brasil se manteve em décimo primeiro lugar com 34 pontos, apenas três na frente do Luverdense, primeiro time na zona de rebaixamento. Na próxima rodada o Xavante disputa o clássico regional contra o Juventude no Bento Freitas. A partida será nesta terça-feira (30), às 21h30min.

O JOGO
O Brasil começou melhor na partida. Aos sete minutos, após bola lançada na área, Lincom desviou, Éder Sciola tentou cabecear pro gol, mas Luís Carlos fez o corte. Aos 19, após cobrança de falta de Itaqui, a zaga cortou. O rebote sobrou para Éder Sciola, que chutou da entrada da área, sem chances para Luís Carlos, 1 a 0.

Atrás no placar, o time da casa quase empatou cinco minutos depois. PH tocou para Alípio, que chutou cruzado e a bola passou perto. Por muito pouco Moises de carrinho não empurrou a bola pro gol vazio.

A pressão do Vila seguia forte. Aos 30 minutos, Alan Mineiro lançou Geovane, que de cabeça mandou perto do gol de Pitol. Aos 34, Maguinho fez fila na defesa Xavante e chutou pra fora, a bola passou muito perto da trave direita.

No segundo tempo o domínio do Tigre permanecia. Aos nove minutos, Moisés recebeu boa bola na direita, cortou o marcador e mandou a bomba, porém a bola foi na rede pelo lado de fora. Apesar da postura mais defensiva, o Brasil conseguia correr poucos riscos. O time da casa só foi conseguir levar perigo aos 30 minutos. Alípio chutou forte da entrada da área e Pitol espalmou.

E quando parecia que o Xavante conseguiria sua quarta vitória como visitante na Série B, Fernando Medeiros arriscou de longe e acertou o ângulo esquerdo do goleiro Pitol, que não pode fazer nada, 1 a 1. Alívio para a torcida local e decepção do torcedor Rubro-Negro.

FICHA TÉCNICA

Vila Nova: Luis Carlos; Magno Silva, Alemão, Wesley Matos e Gastón; Geovane, PH (Fernando Medeiros), Lourency (Tiago Adan), Alan Mineiro e Alípio (Ruan); Moisés. Técnico: Hemerson Maria.

Brasil: Marcelo Pitol; Éder Sciola, Leandro Camilo, Evaldo e Breno (Nem); João Afonso, Itaqui, Calyson, Elias (Misael) e Marcinho; Lincom (Cassiano). Técnico: Clemer.

Gols:  Éder Sciola (B) e Fernando Medeiros (V)

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia

Gostou? Então compartilha, tchê!
Deixa teu comentário