20 MAR 2017 Zequinha bate o Brasil e entra no G-8 Fernando Rascado

Com a vitória, o São José passou o próprio Brasil na classificação e entrou no G-8 (Foto: Jonathan Silva/GEB)

São José e Brasil fecharam a oitava rodada do Gauchão 2017 na noite desta segunda-feira (20), no estádio Passo D’Areia, em Porto Alegre. O confronto era decisivo principalmente para os donos da casa, que entraram em campo na zona de rebaixamento. Do lado Xavante, uma vitória poderia encaminhar uma classificação e acabar com qualquer chance de rebaixamento.

Como a Brigada Militar não aceitou a documentação apresentada pelo mandante e não aceitou prestar serviço de segurança, a partida ocorreu com os portões fechados. Mas quem disse que foi sem apoio dos torcedores. As duas torcidas tocavam os instrumentos e cantavam do lado de fora e podiam ser escutados do campo.

Com a bola rolando a partida foi fraca tecnicamente, com poucos lances de emoção. Ainda no primeiro tempo o Zequinha abriu o marcador com Claudinho. Na etapa final, Rafinha marcou o segundo em um golaço. No desespero, Leandro Leite de cabeça descontou para o Rubro-Negro, mas não deu tempo para a equipe visitante buscar o empate.

Com a vitória, o São José subiu para oitavo lugar com 10 pontos e na próxima rodada encara o São Paulo, em Rio Grande, na quinta-feira (23), às 20h30min. Já o Brasil é o nono com oito e na quinta-feira recebe o Caxias, às 20h30min.

CONFIRA OS RESULTADOS E A CLASSIFICAÇÃO DO GAUCHÃO 

O JOGO
A partida começou com as duas equipes se estudando, com isso os dois goleiros eram apenas telespectadores. O primeiro time a chegar no ataque foi o Zequinha e já foi uma chegada fatal. Aos 18 minutos, cobrança de falta de Rafinha pela direita e o zagueiro Claudinho, em posição irregular, mandou de cabeça para o fundo da rede: 1 a 0.

Atrás no placar, o Xavante seguia com muitas dificuldades em criar oportunidades de gol. A melhor em toda a primeira etapa foi aos 27 minutos. Lenílson cobrou falta direta pro gol e o goleiro Fábio defendeu sem problemas.

Na reta final da etapa inicial o Brasil tentou sair mais para o ataque, mas seguia sem conseguir levar algum perigo para o goleiro Fábio. Já o time da casa apostava mais em contra-ataques e em duas escapadas finalizou mais duas vezes. Aos 32, Rafinha se livrou da marcação e bateu de longe para fácil defesa de Martini. Aos 41 minutos, Bindé passou para Felipe Guedes, que pegou mal na bola, sem perigo para Martini.

SEGUNDO TEMPO
O Brasil voltou disposto a mudar o resultado. Com menos de um minuto, Lenílson finalizou de longe e o goleiro Fábio defendeu. Mas aos nove o time do técnico Rogério Zimmermann tomou uma ducha de água fria. Rafinha experimentou de longe e a bola foi no ângulo, o goleiro Eduardo Martini nem se mexeu: 2 a 0.

Só depois que o jogo já estava quase perdido, que o Xavante enfim começou a criar boas chances de marcar. Aos 26 minutos, João Afonso arriscou de longe a bola passou raspando a trave do goleiro Fábio. Aos 29, Rodrigo Silva cobrou falta e a bola explodiu na trave.

Já o time da casa assustava nos contra-ataques. Aos 35 minutos, Jô invadiu a área e bateu rasteiro, o goleiro Eduardo Martini salvou com os pés. A pressão final do Rubro-Negro deu resultado. Aos 42, escanteio na área e Leandro Leite de cabeça marcou o seu primeiro gol com a camisa do Brasil em 249 jogos. O Xavante ainda tentou até o apito final o improvável empate, porém o São José conseguiu suportar a pressão e saiu vencedor do duelo.

FICHA TÉCNICA

Brasil: Martini; Wender, Cirilo, Leandro Camilo e Tiago Silva; Leandro Leite, João Afonso, Nem (Rodrigo Silva) e Lenílson (Jean Silva); Marcinho e Papa (Bruno Lopes). Técnico: Rogério Zimmermann

São José: Fábio; Bindé, Claudinho, Wagner e Dudu; Alberto, Guedes, Clayton (Marcel) e Rafinha; Jô (Marcio Jonathan) e Paulinho (Cláudio). Técnico: China Balbino

Gols: Claudinho (SJ), Rafinha (SJ) e Leandro Leite (BR)

Local: Estádio Passo D’Areia, em Porto Alegre

 

Gostou? Então compartilha, tchê!
Deixa teu comentário