05 MAR 2017 União vence o Brasil-FA na estreia da Segundona Deive Gessinger

União e Brasil mediram forças nesta tarde, em Frederico Westphalen. Como era esperado, a partida foi nervosa e teve polêmica nos minutos finais. A rivalidade entre as equipes existe desde o acesso do União em 2014, quando superou o rubro-verde no confronto que valia a última vaga daquele ano.

Nesta tarde, mais de mil torcedores na Colina e a equipe da casa tratou de logo marcar seu primeiro gol, com Vinicius Queijinho após falha do goleiro Ismael. A primeira etapa seguiu equilibrada até o fim. Na volta do intervalo, o Brasil soltou-se ao ataque e Thomas (Ex-União) foi o grande destaque, atuando praticamente como um ponta, ele criou inúmeras dificuldades ao setor defensivo do União, o empate veio com Aldir, após cobrança de escanteio de Thomas.

Após o empate, Joãozinho entrou e deu novo ânimo ao União, o meia criava as principais jogadas da equipe, mas o lance polêmico – que daria a vitória ao União – veio aos 35 minutos. Queijinho cai na área e o árbitro Janvie Baroni marca a penalidade. Os jogadores do Brasil cercaram o homem do apito e após muitas reclamações, Fischer cobrou e garantiu os três pontos ao Leão da Colina.

Ao fim do jogo, o lateral Thomas questionou a penalidade. “Jogamos bem, no meu entendimento melhor que o União e infelizmente fomos prejudicados no final com um pênalti que não existiu. Perguntem ao Queijinho se foi pênalti. A arbitragem errou para os dois lados, muito fraca, mas em lance capital fomos prejudicados” garantiu.

Questionado sobre o lance, o meia Vinicius Queijinho respondeu. . “Se foi? Claro que sim..juiz marcou (risos) ”

Vinicius Queijinho foi o grande nome do União, que venceu o Brasil-FA no Vermelhão da Colina (Foto: Renato Padilha / Folha do Noroeste)

 

O Leão da Colina volta a campo no próximo fim de semana, quando encara a SER Panambi, fora de casa. O Brasil recebe o Esportivo.

Gostou? Então compartilha, tchê!
Deixa teu comentário