24 MAR 2017 São Paulo perde o Cabeção Leandro Lopes

Gilson deixou o São Paulo após cinco derrotas no Gauchão (Foto: João Pedro Figueiredo)

O técnico Gilson Maciel, conhecido como Gilson Cabeção, não é mais técnico do São Paulo de Rio Grande. O treinador não resistiu à derrota para o São José por 3 a 1 no Aldo Dapuzzo. Foi o quinto revés do Leão do Parque no Gauchão. O rubro-verde está na zona de rebaixamento.

No início do certame, a goleada sobre o Passo Fundo por 3 a 0 deu esperanças aos torcedores do Sampa. Até a terceira rodada o clube continuou invicto após empatar com Juventude e Cruzeiro. Depois disso desandou. Foram três derrotas seguidas e o cargo de Gilson ficou ameaçado. A vitória sobre o Ypiranga por 2 a 1 em Rio Grande amenizou a situação. Tanto que o resultado negativo contra o Internacional não abalou a equipe, que teve boa atuação.

Na noite desta quinta-feira (23), no entanto, o triunfo do Zequinha pôs fim à história de Cabeção como treinador do São Paulo, cargo que ocupava desde setembro do ano passado. Márcio Nunes, auxiliar, assume o time interinamente na próxima rodada, contra o Veranópolis, no domingo, na Serra. No último compromisso, o Leão recebe o Grêmio.

Gilson é o quarto técnico a perder o emprego no estadual. Carlos Moraes, do Ypiranga, Paulo Porto, do Ypiranga e Paulo César Parente, do Juventude, iniciaram a dança das cadeiras.

Gostou? Então compartilha, tchê!
Deixa teu comentário