30 MAR 2017 Fim da primeira fase Fernando Rascado

Anilado venceu o VEC e confirmou o primeiro lugar geral (Foto: Adilson Germann/ECNH)

A primeira fase do Gauchão terminou na quarta-feira (29). No total foram 139 gols em 66 jogos, uma média de 2,10 por partida. Brenner do Internacional, João Paulo do Novo Hamburgo, Rafinha do São José, Bolaños do Grêmio e Thiago Alagoano do Cruzeiro são os artilheiros com cinco gols cada. Nesta primeira parte o Novo Hamburgo terminou como melhor ataque com 19 gols pró. O pior foram Ypiranga e Passo Fundo com sete. A melhor defesa foi do Veranópolis com oito gols sofridos. Já as piores foram do São Paulo e do Passo Fundo com 16.

Na última rodada tivemos briga por melhores posicionamentos, pela duas últimas vagas entre os oito e também para saber quem seriam os dois rebaixados. Em Novo Hamburgo, o Nóia bateu o VEC por 1 a 0 e confirmou o primeiro lugar com 23 pontos. O gol da vitória foi marcado por Jefferson Assis, em cobrança de pênalti, aos 43 minutos do segundo tempo Já o Pentacolor terminou a primeira fase em quinto lugar com 15 pontos.

Em Bento Gonçalves o Cruzeiro bateu o Inter por 2 a 1 e subiu para o segundo lugar com 20 pontos e vai enfrentar o próprio Colorado, que ficou em sétimo, nas quartas de final. Lucas Martins aos 27 minutos e Lucão aos 38, colocaram o Estrelado na frente. Nico López descontou para o Inter aos dois minutos da etapa final. O time da Capital terminou a primeira fase com 14 pontos.

No Alfredo Jaconi o Juventude venceu o São José por 1 a 0 e garantiu classificação. O gol da vitória Jaconera foi marcado por Vinicius, aos 22 minutos da etapa final. Com o resultado o Alviverde se classificou em sexto com 14 pontos. Já o Zequinha ficou com a última vaga com 13 pontos.

Em Rio Grande o São Paulo superou os reservas do Grêmio por 1 a 0 e garantiu a permanência na primeira divisão. Com o Aldo Dapuzzo lotado, a torcida deu show, empurrando o Leão do Parque para a vitória. O gol da salvação surgiu aos 30 minutos da etapa final com Cleylton. O Sampa terminou em nono com 12 pontos. Já o Tricolor ficou em quarto com 17.

No Vermelhão da Serra tinha drama de tudo quanto era lado. As duas equipes lutavam contra o rebaixamento e no caso do Brasil, ainda podia se classificar. Mas o Galo superou o Rubro-Negro por 2 a 1. Os gols forma marcados por Gênesis aos oito minutos do primeiro tempo e Saldanha aos dez da etapa final. Micael contra diminuiu para o time pelotense. Mesmo com a primeira vitória em casa na competição, o Galo do Planalto acabou rebaixado como lanterna, com apenas nove pontos. No caso do Brasil o drama foi grande. Com os resultados paralelos, o Xavante poderia ser rebaixado com um gol do Ypiranga. O gol não saiu e o Rubro-Negro pode suspirar aliviado, porém eliminado do Gauchão, em décimo lugar com 10 pontos.

Em Erechim o Ypiranga precisava vencer o Caxias para não ser rebaixado. Só que o gol não saiu. O Canarinho pressionou até o final, chegando a colocar uma bola na trave nos últimos minutos de jogo, mas acabou rebaixado com a décima primeira posição, com nove pontos. Já o Caxias terminou em terceiro com 19.

Confira os confrontos das quartas de final

Ida
Sábado (1/4)
16h – Internacional x Cruzeiro
18h30min – São José x Novo Hamburgo

Domingo (2/4)
11h – Juventude x Caxias
16h – Veranópolis x Grêmio

Volta
Sábado (8/4)
16h – Grêmio x Veranópolis
18h30min – Novo Hamburgo x São José

Domingo (9/4)
11h – Caxias x Juventude
16h – Cruzeiro x Internacional

Gostou? Então compartilha, tchê!
Deixa teu comentário