30 OUT 2016 Novo Hamburgo e Inter largam em vantagem Deive Gessinger
Anilado pode perder até por um gol de diferença para sair campeão (Foto: Giovani Junior/ECNH)

Anilado pode perder até por um gol de diferença para sair campeão (Foto: Giovani Junior/ECNH)

O domingo foi de decisões no interior gaúcho. Em Novo Hamburgo, o time da casa saiu em vantagem contra o São José pela final da Copa Caçapava. Já na Rainha da Fronteira, o Bagé acabou superado pelo Inter-B pela Copa José Luiz Barreto. No sábado, o Ypiranga venceu o Caxias no Centenário por 2 a 1 no jogo de ida da final da Copa Larry. 

No estádio do Vale, a partida começou nervosa, mas não demorou muito para o Novo Hamburgo começar a pressão. Mauro e Juninho perderam ótimas chances de abrir o placar.

Gols só no segundo tempo. Aos nove minutos, Jardel abriu o placar para o time da casa. Logo em seguida Mauro foi derrubado na área, pênalti! Jardel cobrou e fez o segundo.

O Zequinha descontou aos 35 minutos com o jogador Klaus. No último lance do jogo, Matheus Pranke fez o terceiro do Nóia, para festa da torcida local, que compareceu em grande número no Vale.

Com o resultado, o Novo Hamburgo pode perder até por um gol de diferença, que mesmo assim garantirá o título da Copa Caçapava. A partida de volta será no estádio Passo D’Areia, no domingo (6), às 17h.

Já na Pedra Moura, em Bagé, o torcedor também compareceu em grande número. Mas em campo, o Bagé não resistiu ao entrosamento da gurizada do Inter e perdeu por 3 a 1. No jogo da volta, o Colorado pode até perder por 2 a 0 que leva a taça.

Nos primeiros dez minutos de peleia, o que se viu foram duas equipes nervosas e disputando cada centímetro de cancha, deixando o jogo truncado e sem emoções.

Aos 11 minutos em cobrança de escanteio, o goleiro Guilherme sofreu carga colorada, a arbitragem nada marcou e Fábio Alemão fez o gol dos visitantes.

Nervoso, o time da casa não conseguia chegar com perigo e apenas aos 30 teve boa chegada com Anderson Uruguaiana.

As emoções estavam reservadas para os últimos cinco minutos e foram muitas. Em contra-ataque rápido, Gustavo Ramos parou no goleiro Guilherme, o lance acordou de vez o Bagé e aos 43, Anderson Uruguaiana quase empatou.

Na segunda etapa, o Jalde-Negro iniciou pressionando. Anderson Uruguaiana aos dois e aos quatro perdeu duas boas oportunidades.

Aos poucos, o Internacional voltou a controlar a partida e aos 24 minutos o volante Lucas com enorme liberdade arriscou de longe e acertou um chute de rara felicidade: 2 a 0.

Em seguida, cobrança de escanteio e Brenner surgiu sozinho para concluir e transformar em goleada a vantagem colorada: 3 a 0.

O time da casa descontou aos 36 com Dionatan, após cobrança de escanteio. Nos minutos finais muita pressão, mas o Colorado soube segurar o resultado. Diego e Raphinha ainda levaram vermelho e deixaram o Bagé com 9 em campo.

A partida de volta será no próximo sábado (5), às 11h.

*Colaborou o repórter Fernando Rascado

 

Gostou? Então compartilha, tchê!
Deixa teu comentário