22 OUT 2016 Bagé, Nóia e Grená garantem classificação Fernando Rascado
Anilado despachou o Amoré e vai duelar contra o São José pelo título da Copa Caçapava (Foto: Giovani Junior/ECNH)

Anilado despachou o Amoré e vai duelar contra o São José pelo título da Copa Caçapava (Foto: Giovani Junior/ECNH)

O sábado (22) foi de muita emoção nas partidas de semifinais das Copas Larry, Caçapava e José Luiz Barreto. Duas finais foram definidas e quase tivemos uma virada histórica.

Em Novo Hamburgo, o time da casa chegou para o clássico contra o Aimoré já em vantagem pela vitória na ida. Mesmo assim o Anilado não quis nem saber e abriu o placar logo aos 21 minutos com Márcio Jonatan.

O Índio Capilé não se abateu e empatou com Raul, aos 27 minutos. Mas na etapa final, Celsinho confirmou a classificação do time da casa aos 24 minutos.

A decisão da Copa Caçapava será contra o São José. Como as equipes empataram no aproveitamento, os mandos de campo será decidido em sorteio na FGF, na segunda-feira (24).

Já em Caxias, o Grená deu sopa para o azar e quase pagou caro. O Grená venceu o jogo de ida por 1 a 0 e poda jogar por qualquer empate.

O time da casa saiu na frente com Marlon, aos 31 minutos do primeiro tempo. A equipe de Flores da Cunha chegou ao empate com Flávio, aos 22 da etapa final.  A equipe chegou a criar boas chances de marcar o gol que lhe daria a vaga, mas o goleiro Marcelo Pitol não deixou passar mais nada.

Na decisão, o Caxias vai enfrentar o Ypiranga. O jogo de ida será no Centenário e volta no Colosso da Lagoa, em Erechim.

Em Eldorado, no CT Hélio Dourado tivemos a partida mais emocionante da tarde. O Grêmio-B recebeu o Bagé, após empate em 2 a 2 na Rainha da Fronteira.

Os visitantes começaram com tudo e logo com 25 minutos de jogo já estava 3 a 0, gols de Raphinha (2x) e Ângelo. Por causa dos gols como visitante, o Tricolor passou a precisar virar o confronto.

O segundo tempo foi totalmente diferente, o Grêmio voltou com tudo e em 16 minutos deixou o jogo em 3 a 3. Gols de Luan (2x) e Marcos Paulo. Parecia que a virada histórica era questão de tempo.

Aos 30 minutos o juiz marcou falta, mas o bandeirinha disse que foi dentro da área, depois de uma conversa o juizão confirmou o pênalti para o Tricolor. Luan bateu e a bola explodiu no travessão e foi pra fora.

Na final, o Bagé vai enfrentar o vencedor de Inter-B e São Paulo, que vão jogar no Beira-Rio, às 10h. Na ida o Leão venceu por 2 a 1.

 

Gostou? Então compartilha, tchê!
Deixa teu comentário