24 SET 2016 Brasil empata em Juiz de Fora e sai do G-4 Fernando Rascado
Xavante não jogou bem e conehceu sua terceira derrota seguida na Série B (Foto: Carlos Insaurriaga)

Xavante não jogou bem, mas conseguiu sair de Juiz de Fora com pelo menos um ponto (Foto: Carlos Insaurriaga)

O jogo entre Tupi e Brasil era o confronto dos extremos. O Xavante dentro G-4 e o Galo no Z-4. Para a partida fora de casa, o técnico Rogério Zimmermann não podia contar com o volante Leandro Leite e o meia Diogo Oliveira, ambos suspensos. Do outro lado, o destaque era a estreia do técnico Ricardinho.

O primeiro tempo não foi nada bom. Sem Diogo Oliveira, o Xavante não tinha qualidade na construção das jogadas e pouco criava. Já o Tupi mesmo sendo um time muito limitado tecnicamente, dominou as ações e mereceu abrir o placar em golaço marcado por Luiz Paulo.

Na etapa final, o rubro-negro melhorou um pouco, mas seguia com poucas finalizações. O técnico Rogério Zimmermann colocou o atacante Jonatas Belusso para buscar o empate. A maior presença no ataque deu certo. Aos 33 minutos, Felipe Garcia cabeceou, o goleiro defendeu e no rebote o artilheiro mandou pro fundo do gol.

Com o empate, o Brasil caiu para o quinto lugar com 41 pontos e na próxima rodada recebe o Ceará, na terça-feira (27), às 21h.

O JOGO
O Brasil foi o primeiro time a chegar com perigo. Aos sete minutos, Elias cruzou, a zaga afastou parcialmente e sobrou para Ramon, o atacante chutou cruzado e o goleiro Rafael Santos espalmou. A partir daí só deu Tupi. Aos 15, em cobrança de escanteio, Gabriel Santos desviou de cabeça e a bola passou perto do gol de Martini.

Aos 22, Giarcarlo deixou Hiroshi na cara do gol. O atacante chutou e Martini espalmou, no rebote, Jonathan chutou e a defesa desviou para escanteio. Logo em seguida, levantamento na área do Brasil e Giancarlo recebeu livre, mas chutou torto, tanto, que a bola saiu pela linha lateral.

O time da casa seguia melhor e foi recompensado aos 36 minutos. Luiz Paulo cortou pra dento e mandou uma bomba, no ângulo de Eduardo Martini: 1 a 0. 

Perdendo, o Brasil saiu um pouco mais em busca do empate. Aos 42 minutos, Weldinho cruzou e Washington desviou no primeiro pau e a bola passou muito perto do gol de Rafael Santos.

SEGUNDO TEMPO
O Tupi quase ampliou aos seis minutos. Luiz Paulo tabelou com Jonathan e bateu, o goleiro Xavante fez firme defesa.

O rubro-negro respondeu um minuto depois. Felipe Garcia rouba a bola de Luiz Paulo e soltou a bomba na entrada da área, a bola passou muito perto do gol de Rafael Santos. Logo em seguida, Weldinho cruzou e Ramon subiu livre, mas cabeceou por cima.

Mesmo criando poucas chances de gol, o Brasil chegou ao empate aos 33 minutos. Cruzamento na área, Felipe Garcia cabeceou e Rafael Santos espalmou, no rebote o próprio Felipe Garcia completou pro gol vazio: 1 a 1.

No final o Xavante ainda teve a chance da vitória. No último lance da partida, Marcão saiu na cara do gol, mas o goleiro Rafael Santos fez uma grande defesa.

FICHA TÉCNICA

Brasil: Eduardo Martini, Weldinho, Cirilo, Leandro Camilo, Marlon (Brock), Nem, Washington, Felipe Garcia, Elias (Jonatas Belusso), Marcos Paraná (Marcão) e Ramon. Técnico: Rogério Zimmermann

Tupi: Rafael Santos, Henrique (Douglas), Gabriel Santos, Thiago Sales, Renan, Luiz Paulo, Marcos Serrato, Giancarlo, Octávio (Yago), Jonathan e Hiroshi (Recife). Técnico: Ricardinho

Gol: Luiz Paulo (T) e Felipe Garcia (B)

Local: Estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora-MG

Arbitragem: Wágner do Nascimento Magalhães, auxiliado por Michael Correia e João Luiz Coelho de Albuquerque

Gostou? Então compartilha, tchê!
Deixa teu comentário