19 JUN 2016 Sofrência na Série D Juliano Ortiz

Os times gaúchos chegaram ao final da segunda rodada da Série D e o final de semana não foi de bons resultados para todos. Dos quatro gaúchos na competição nacional, apenas um venceu. Outros dois empates e uma derrota fecharam a conta.

São Paulo-RG vence em casa e é líder com 100% de aproveitamento (Foto: João Figueiredo/SCSP)

São Paulo-RG vence em casa e é líder com 100% de aproveitamento (Foto: João Figueiredo/SCSP)

SÃO JOSÉ-POA 0 x 0 VILLA NOVA

O São José recebeu o Vila Nova de Nova Lima pela segunda rodada da Série D. A partida aconteceu em Novo Hamburgo já que o Passo D’Areia está sem liberação. O jogo foi muito fraco, o Zequinha teve pouca inspiração e mal ameaçou o gol dos mineiros. No segundo tempo o time do técnico China melhorou, mas o placar fechado foi o mais justo para as duas equipes. O time de Porto Alegre só tem um ponto em dois jogos no grupo 14 e na próxima rodada recebe a Portuguesa-RJ, no sábado, às 16h. A tendência é que a partida já ocorra no Passo D’Areia.

SÃO PAULO 2 x 1 INTER-SC

No duelo entre Leões, nada de Simba ou Scar. No Aldo Dapuzzo, melhor para o Leão gaúcho. O São Paulo recebeu o Inter de Lages e demorou até abrir o placar. Gols mesmo, só no segundo tempo. A primeira etapa teve algumas chances, mas nada conclusivo. Depois do intervalo, as duas equipes ficaram mais ofensivas. Athos abriu o placar para o time da casa aos três minutos. Não demorou muito, e Gustavo deixou tudo igual. Mas, aos 26, Lucas Silva garantiu a vitória para o Leão.

Com o resultado, o São Paulo-RG é líder com 100% de aproveitamento. Em duas, partidas, duas vitórias. O próximo adversário é Linense, fora de casa. A partida é no domingo (26), às 16h.

BRUSQUE 1 x 1 NOVO HAMBURGO

Se os dois primeiros gaúchos jogaram em casa nessa rodada e já sentiram dificuldades em conseguir pontuar, imagine quem jogou longe do seu estádio. O Novo Hamburgo foi até Brusque, enfrentar o time catarinense. Lutou o jogo todo para abrir o placar, mas esbarrava na boa atuação do goleiro Zé Carlos. Teve bola na trave, meia bicicleta e nada. Só no final da partida, aos 39, o atacante Diego Viana emendou um petardo e balançou a rede adversária. Tudo parecia se encaminhar para a vitória, mas no universo existente em três minutos, tudo pode muar. E mudou.

Aos 42, Tony empatou e deixou o ponto conquistado fora, pelo Anilado, com aquele sabor de “podia ter sido três”. No final, o empate faz o Noia permanecer na lanterna do grupo A15, com um ponto em dois jogos e saldo -3. Na próxima rodada, busca reabilitação mais uma vez fora de casa, no estádio Conselheiro Galvão, no Rio de Janeiro. O adversário será o Madureira, às 11h de sábado (25).

MARINGÁ 3 x 0 CAXIAS

Ruim mesmo foi o resultado do Caxias, jogando no Paraná. O Maringá não deu chances para o time da Serra e aplicou uma goleada, apesar da atuação louvável do goleiro Marcelo Pitol, autor de três grandes defesas durante a partida. Não fosse por ele, poderia ter sido ainda pior. O jogo foi bastante movimentado. Logo aos 11 minutos, Dener cometeu pênalti e Vinícius foi para a cobrança. Na batida, Marcelo Pitol foi buscar no canto direito. Foi a melhor chance da primeira etapa.

No segundo tempo, aos 13, David fez 1 a 0. Enquanto a torcida local comemorava, Vinícius, que havia errado o pênalti cinco minutos atrás, ampliou aos 16. E no final da partida, após outras defesas circunstanciais de Pitol, o Maringá fechou o jogo com 3 a 0. O gol, foi anotado por Tita.

Com o resultado, o Caxias é terceiro colocado do grupo A17, logo atrás do Maringá, também com três pontos, mas paranaense tem melhor saldo (Caxias -2, Maringá -1). Na próxima rodada, o Grená do Povo recebe o líder Ituano, no Centenário. O jogo será no domingo (26), às 15h.

Gostou? Então compartilha, tchê!
Deixa teu comentário