19 JUN 2016 Clássico Ba-Gua vai parar no tribunal Fernando Rascado
Jogadores do Guarany de Bagé no vestiário após a vitória por WO (Foto:

Jogadores do Guarany de Bagé no vestiário após aguardar o começo do clássico

A rivalidade Ba-Gua teve mais um capítulo de mais de 90 anos de história. Pela primeira vez o clássico foi decidido por WO. Durante a semana o Bagé informou que vários jogadores estavam com caxumba. No sábado surgiu a informação que o total seriam de 16 atletas e que não teriam jogadores suficientes para entrarem em campo. Um acordo para adiar o jogo com a direção do Guarany foi tratado, mas não foi aceito.

Na manhã deste domingo a diretoria do Bagé se reuniu e decidiu não ir para o jogo. Na hora da partida o Guarany entrou em campo e nada do jalde-negro. O juiz esperou os 30 minutos e apitou o início do jogo. Contra ninguém, o goleiro Fernando Costa marcou o gol, que para o clube configura a vitória por WO.

Por outro lado, o Bagé informou através do seu Facebook  que após análise clínica de seus atletas e constatar que 16 atletas estão com quadro clínico de caxumba, encaminhou documentação formal a FGF para a suspensão da partida dentro do prazo regulamentar.

No próximo domingo tem o Ba-Gua do returno no estádio Pedra Moura, mas até lá muita coisa ainda deve acontecer fora dos campos.

Gostou? Então compartilha, tchê!
Deixa teu comentário