28 FEV 2016 Inter vence e tira invencibilidade do Ju Juliano Ortiz

Na luta pela liderança do Gauchão e defendendo sua invencibilidade, o Juventude recebeu o Internacional no Alfredo Jaconi para mais um clássico JuveNal. Pelo lado do Papo, as esperanças de gol estavam a cargo do centroavante Brenner, artilheiro da competição. Pelo Colorado, Eduardo Sasha, artilheiro do time na temporada. E apesar da atuação destacada da zaga Jaconera, o jogo foi decidido no detalhe. Em jogada aérea, Eduardo Sasha resolveu a partida e decretou a primeira derrota do Juventude no certame.

Eduardo Sasha comemora o gol da vitória colorada (Foto: Ricardo Duarte)

Eduardo Sasha comemora o gol da vitória colorada (Foto: Ricardo Duarte)

O JOGO

Um primeiro tempo truncado, equilibrado e marcado por muitas faltas. Normal para um clássico, mais normal ainda para um clássico do Gauchão. Focados na marcação e em não deixar espaços para o adversário, os dois times fizeram o melhor que puderam nos 45 minutos iniciais. Aos 12 minutos, Hugo lançou Maílson e o atacante foi derrubado. Na sequência, o próprio Maílson fez falta por trás em Anderson e recebeu cartão amarelo. A torcida do Papo foi pra cima do árbitro Francisco Neto, cantando: Chico Coloradoooo!

As duas equipes erravam muitos passes. Entre um erro e outro, na tentativa de recuperar a posse de bola, ocorriam as faltas. Em uma delas, Maílson foi parado com falta por Paulão e o zagueiro foi advertido com cartão amarelo. Aos 26, Artur fez jogada individual, passou pelo marcador e chutou cruzado na trave. No rebote, Andrigo chutou e Elias defendeu. Pelo lado do Juventude, Pereira foi fundamental nas contenções. Deu carrinho, cortou pelo alto e salvou o time da casa diversas vezes. Mas, aos 40, Artur cruzou na área e Eduardo Sasha conseguiu cabecear entre os zagueiros. O goleiro Elias ainda tocou na bola, mas não conseguiu evitar a abertura do placar. Aos 46, Alisson pulou para segurar a bola e acertou o rosto de Maíson com o joelho. O jogador saiu sangrando e teve confirmado traumas no maxilar e no nariz.

SEGUNDO TEMPO

No lugar de Maílson, que saiu direto para o hospital, entrou Dionas Bruno. Mas quem levou perigo logo no início da etapa complementar, foi Brenner. O artilheiro do campeonato avançou pelo meio, passou por dois marcadores, mas foi desarmado por William. Faltou espaço para arriscar o chute. Aos 3, Aylon chegou na linha de fundo pela direita e cruzou na área. Antes que Eduardo Sasha pudesse concluir a jogada, Pereira mandou para escanteio de carrinho.

Mas o Juventude não ficou atrás e também meteu pressão. Dieguinho partiu em velocidade, puxou para o meio, Andrigo acertou o jogador para interromper a jogada e foi amarelado na sequência. Enquanto Aylon fervia pelos lados, buscando triangulações e cruzamentos, Pereira tirava todas. Aylon acionou Andrigo na área, mas antes que o meia pudesse reagir, o zagueiro Jaconero afastou qualquer perigo.

Na segunda etapa, o Ju passou a pressionar no setor de ataque e a bloquear o avanços do Colorado (Foto: Ricardo Duarte)

Na segunda etapa, o Ju passou a pressionar no setor de ataque e a bloquear os avanços do Colorado (Foto: Ricardo Duarte)

Aos 30, o Juventude começou a pressionar pelo empate. Dieguinho, de fora da área, chutou forte de direita e Alisson espalmou para escanteio. Na sequência, Pará cobrou o tiro de canto fechado e a bola parou no travessão. No minuto seguinte, Kayron arriscou e a bola saiu pela esquerda do gol de Alisson. Tentando conter as investidas do time da casa e matar logo o jogo, Argel promoveu duas mudanças: Gustavo Ferrareis entrou no lugar de Andrigo, que sentiu cãibras, e Yan Petter entrou para a saída de Anderson. Mas de nada adiantou. A pressão do time da casa continuou e, aos 48, Dionas Bruno cruzou na área e Héverton cabeceou por cima do gol. Era a bola do jogo. Apesar do Juventude ter tentado empatar a partida, a todo custo, quem comemorou os três pontos foi o Colorado.

Com o resultado, o Internacional permanece na quinta colocação, agora com 14 pontos. Na próxima rodada, tem outro clássico: um GreNal. A partida será disputada na Arena do Grêmio, domingo (6), às 18h30. Enquanto isso o Juventude segue em busca de retomar a liderança e vai a Pelotas para encarar o Brasil, também no domingo, mas às 16h.

Confira a tabela de classificação.


FICHA TÉCNICA

Juventude: Elias; Helder, Pereira (Klaus), Heverton e Pará; Wanderson, Itaqui e Hugo (Kayron); Dieguinho, Maílson (Dionas Bruno) e Brenner. Técnico: Antônio Carlos Zago

Internacional: Alisson; William, Paulão, Ernando, Artur; Rodrigo Dourado, Fabinho, Anderson (Yan Petter) e Andrigo (Gustavo Ferrareis); Eduardo Sasha e Aylon (Alisson Farias). Técnico: Argel Fucks

Gol: Eduardo Sasha (I)

Local: Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul

Cartões: Maílson (J), Paulão e Andrigo (I)

Arbitragem: Francisco Neto, auxiliado por José Eduardo Calza e Maurício Coelho Silva Penna

Gostou? Então compartilha, tchê!
Deixa teu comentário