20 FEV 2016 Anderson comanda goleada colorada Juliano Ortiz

Celeiro de Ases. Desde a década de 70 o Internacional é reconhecido por formar jogadores promissores. O jogo deste sábado, diante do lanterna Cruzeiro, comprovou a escrita. Com exceção de Anderson, Aylon, Alisson Farias e Andrigo, vieram das categorias de base colorada. Os meninos aproveitaram o dia inspirado de camisa 8 e a chance dada por Argel, para anotarem os gols da terceira vitória na competição. O Estrelado, por sua vez, perdeu a terceira partida consecutiva e segue na última colocação.

Pouco mais de 10 mil torcedores viram a goleada colorada, por 4 a 0, sobre o Cruzeiro (Foto: Tomás Hammes)

Pouco mais de 10 mil torcedores viram a goleada colorada, por 4 a 0, sobre o Cruzeiro (Foto: Tomás Hammes)

O JOGO

Em casa, o Internacional começou melhor e dominou os primeiros minutos de jogo. Na melhor chance do início da partida, Juninho Tardelli cobrou escanteio, Caion desviou, mas Rodrigo Dourado conseguiu afastar qualquer perigo. Aos 16, Rodrigo Dourado fez bela jogada, cruzou para o meio da área e Alisson Farias chutou. André Ribeiro, zagueiro Estrelado, apareceu bem para evitar o tento colorado em cima da linha. No minuto seguinte, Aylon desperdiçou uma chance incrível. Arthur cruzou na medida e, praticamente de baixo das traves, o atacante colorado chutou por cima do gol.

A partir dos 40, o destaque colorado ficou por conta de Anderson. Aos 42, o camisa 8 chutou, o goleiro Andrey fez uma grande defesa e a bola respingou na trave. Aos 44, impediu contra-ataque do Cruzeiro e levou cartão amarelo. Aos 48, o gol. Anderson abriu o placar em chute com curva, de canhota, após jogada de William na linha de fundo. O goleiro Andrey nada pôde fazer. Foi o primeiro gol dele no Beira-Rio, em 54 jogos com a camisa colorada.

SEGUNDO TEMPO

O Cruzeiro iniciou a segunda etapa buscando reparar os erros do primeiro tempo. Andrey tentou ligação direta com Chiquinho, mas a bola foi para fora. Quando Chiquinho acertou o lançamento para Caion, aos quatro, a arbitragem assinalou impedimento. Aos cinco, Thiago Alagoano seguia para o ataque e foi parado com falta por Jackson, que recebeu cartão amarelo. Na sequência, Chiquinho recebeu a bola e na hora de chutar, mandou sem força. E o Cruzeiro parou por aí. Dos 10 minutos em diante, só deu Internacional.

Na melhor partida com a camisa do Inter, Anderson comanda gurizada em tarde de muitos gols (Foto: Ricardo Duarte)

Na melhor partida com a camisa do Inter, Anderson comandou gurizada em tarde de muitos gols (Foto: Ricardo Duarte)

Aos 13, veio o segundo gol colorado. William cruzou e Aylon completou de cabeça. Aos 15, Aylon se chocou com André Ribeiro na área e ficou pedindo pênalti. O juizão, nada marcou. Aos 21, Anderson construiu jogada de ataque em velocidade e achou Alisson Farias, o garoto da base se livrou de dois jogadores e mandou a bola no ângulo do goleiro Andrey. Golaço!

Depois do terceiro gol, Argel sacou Aylon e lançou o estreante Yan Petter. Ao mesmo tempo, Luis Antônio Zaluar colocou Vini na vaga de Caion. E não demorou muito para Argel colocar também Andrigo e Alex, nas vagas de Eduardo Sasha e Anderson. Foi com a entrada de Andrigo que o Internacional chegou ao seu quarto gol. Aos 29, Andrigo ganhou disputa por entre as pernas do jogador cruzeirista, passou por outro marcador e mandou de canhota, no canto de Andrey. Aos 32, Yan Petter quase fez o dele. William chegou mais uma vez na linha de fundo, rolou pra trás e encontrou o jovem atacante, que chutou prensado. No rebote, Alisson Farias por muito pouco não fez o quinto. Vitória com volume de jogo, boa atuação dos jogadores vindo da base e a melhor partida de Anderson com a camisa do Internacional.

Na próxima rodada o Internacional recebe o Veranópolis, no Beira-Rio, e o Cruzeiro vai a Vacaria enfrentar o Glória.

Confira a classificação do Gauchão.

FICHA TÉCNICA

Internacional: Alisson; William, Paulão, Jackson e Arthur; Rodrigo Dourado, Fernando Bob, Anderson (Alex) e Alisson Farias; Aylon (Yan Petter) e Eduardo Sasha (Andrigo).

Cruzeiro: Andrey; Rodrigo Heffner, Andre Ribeiro, Vladimir e Jefferson; Reinaldo, Paraná, Juninho T. (Thiago Alagoano) e Elton (Chiquinho); Matheus e Caion (Vini).

Gols: Anderson, Aylon, Alisson Farias e Andrigo.

Cartões Amarelos:  Anderson e Jackson (I)

Local: Beira-Rio

Arbitragem: Daniel Bins, auxiliado por José Javel Silveira e Max Augusto Guimarães Vioni.

Gostou? Então compartilha, tchê!
Deixa teu comentário