25 SET 2014 São José quase faz milagre Leandro Lopes
Lajeadense, que vinha atropelando todo mundo, quase se deu mal. (Imagem: Reprodução / Esportchê)

As curvas do Passo D’Areia quase tombaram o Expresso Alviazul. (Imagem: Reprodução / Esportchê)ope

Depois de vencer o São José por 5 a 0 em Lajeado, parecia impossível o Lajeadense estar fora da final da Copa Fernandão. E realmente foi. Mas, olha… Foi tão quase que os comandados do técnico Luis Carlos Winck suaram frio até o apito final do árbitro. Jogando no Passo D’Areia, em Porto Alegre, o time do Vale do Taquari perdeu os 100% de aproveitamento, o “super ataque” passou em branco e o bonde alviazul sem freio quase se passou no cruzamento.

Aos nove minutos do primeiro tempo Brida abriu o placar para o Zequinha. Um gol no início, daqueles pra encher os torcedores de esperança. Mas no primeiro tempo, mais nada. A segunda etapa, sim, foi recheada. Lances de perigo, jogadas mais fortes, e o time da casa amassando o Lajeadense, que até agora desconhecia uma pressão tão grande no certame. O segundo gol do São José saiu aos 21 minutos. Colazzo marcou o terceiro dez minutos mais tarde. O que parecia impossível foi ganhando forma aos olhos de quem estava no estádio. Quando o cronômetro marcava 35 minutos o São José teve um pênalti. Colazzo mandou pra fora, mas o árbitro mandou voltar a cobrança. No “segundo serviço” ele mesmo fez 4 a 0.

Os minutos finais foram de pressão do time da casa. O Lajeadense se defendia como dava. E deu. A vantagem construída na Arena Alviazul acabou sendo suficiente, embora o Zequinha tenha feito um grande jogo. Agora o time de Lajeado enfrenta o Guarani de Venâncio Aires na “Final dos Vales”. O rubro-negro passou pelo Internacional. O primeiro jogo é no Edmundo Feix. A decisão na Arena Alviazul.

Gostou? Então compartilha, tchê!
Deixa teu comentário