27 AGO 2014 Dois empates e um atropelamento Leandro Lopes
O "Expresso Alviazul" está atropelando os adversários na Copa Fernandão. (Foto: Divulgação)

O “Expresso Alviazul” está atropelando os adversários na Copa Fernandão. (Foto: Divulgação)

Depois de golear o Estância Velha por 6 a 1 em Lajeado, o Lajeadense foi ao Sady Schmidt, em Campo Bom, para o confronto da volta. O confronto começou com 40 minutos de atraso por questões de segurança. O time de Canoas sonhava com uma vitória simples para conquistar três pontos e se classificar como um dos melhores eliminados, já que o regulamento falho permite. Mas o alviazul precisou de apenas um minuto para acabar com o sonho dos canoenses. Matheus Santana abriu o placar para o time de Luiz Carlos Winck. O segundo gol saiu com Paulo Josué aos cinco minutos. Depois disso o Lajeadense seguiu no ataque, mas diminuiu o ritmo, já que no placar agregado tinha a confortável vantagem de 8 a 1. Na etapa final, ainda não satisfeito, Vinícius fez 3 a 0. No finalzinho o mesmo Vinícius sofreu pênalti. Gilmar cobrou e precisou do rebote pra fazer mais um e fechar o placar em 4 a 0. Com o jogo ganho, o resultado foi administrado pela equipe do Vale do Taquari, que avançou com louvor: 10 a 1 no placar agregado, 18 gols marcados em quatro partidas e apenas dois sofridos.

Na Montanha dos Vinhedos o Marau começou jogando como se estivesse em casa. Atacou o Esportivo e perdeu grandes chances de fazer o gol que lhe daria grande tranquilidade, já que no primeiro confronto havia vencido por 2 a 0. Mas não fez. E quem não faz, vocês sabem, leva. Na etapa complementar o barranco do campo se inverteu e foi o Leão da Montanha quem passou a subir ao ataque. Em uma das tentativas Heliardo fez 1 a 0 para o alviazul. O alvirrubro serrano se fechou e permitiu que o time da casa fosse em busca do segundo gol. Heliardo perdeu uma oportunidade incrível de marcar mais um. Aos 34 minutos, quando o Marau estava se encontrando em campo e ameaçando a Polenta Mecânica, Marcinho fez 2 a 0 para o Esportivo. O jogo foi para os pênaltis e as equipes começaram as cobranças sabendo que já estavam ambas classificadas. Nas penalidades quem levou a melhor foi o Marau, que venceu por 4 a 3.

Em Santa Cruz do Sul o Galo recebeu o São José depois de empatar sem gols em Porto Alegre, no Passo D’Areia. O jogo não foi dos melhores, mas as duas equipes conseguiram criar algumas oportunidades. Ainda no primeiro tempo saíram os dois gols do confronto. Aos 36, Ramon abriu o placar para o time dos Plátanos. Dois minutos mais tarde o lateral Brida empatou para o Zequinha. O Santa Cruz ainda perdeu um pênalti e o jogo acabou mesmo no 1 a 1. No final da partida dirigentes do Galo cercaram o árbitro reclamando dos cinco minutos de acréscimo, alegando que foi pouco pelo tempo de paralisação da partida. O resultado classificou o São José. O Santa Cruz ainda depende dos resultados da noite desta quarta-feira. O alvinegro torce para que haja um vencedor no confronto entre Guarani-VA e Ypiranga e para que o Veranópolis não vença o Internacional.

Com os resultados da tarde temos apenas duas equipes oficialmente eliminadas da Copa Fernandão: Estância Velha e Brasil de Pelotas. Já que o Esportivo ficou com a primeira vaga de melhor eliminado pelo índice técnico, resta apenas uma vaga de “perdedor” em disputa. Ela será de Veranópolis, Internacional, Guarani-VA ou Ypiranga, que jogam às 20h, ou do Santa Cruz, que aguarda ansiosamente.

Gostou? Então compartilha, tchê!
Deixa teu comentário