31 JAN 2013 O time que não gosta de pontuar Leandro Lopes

ATENÇÃO: O texto a seguir é tapado de mágoa e ressentimento. Contém palavras fortes!

Foto: Nauro Júnior (Zero Hora)

Três jogos, três derrotas. Não é fácil a vida do Pelotas no Gauchão. Quem acompanhou os primeiros minutos do jogo contra o Juventude pode até ter se enganado. Uma boa troca de passes aqui, uma chance clara desperdiçada ali, mas – pronto – paramos por aí. Mais uma vez o que se sobressaiu foi falta de organização, as substituições ineficazes e uma postura de quem não parece querer vencer. E enquanto muitos aguardam a primeira vitória do áureo-cerúleo no campeonato, outros já não tem mais essa opção. Beto Almeida finalmente não é mais o técnico do clube. Uma demissão atrasada que pode prejudicar – e muito – a equipe no decorrer da competição. O cancelamento do jogo contra o São Luiz apenas mascarou uma situação que já não tinha mais volta.

Sinceramente não tenho muito a falar sobre o jogo. Algumas poucas chances pras duas equipes, Juventude pressionando como todo bom mandante, e gol obtido em um chute desviado, que matou o goleiro Jônatas e premiou a insistência da equipe da Serra. Mas a questão vai além desse terceiro revés. Acréscimos do segundo tempo e a equipe tocava bola pra trás no campo de defesa. Onde é que anda a direção do clube nesse momento? Aí muitos vão dizer: “mas o que eles poderiam fazer? invadir o gramado?”. Pois que seja! Qualquer atitude vale mais que a omissão. E é exatamente isso que a direção aparenta ser: omissa. A única situação positiva da partida foi a estréia do peruano Ponce. E não por ele ter jogado uma barbaridade, mas sim por termos a certeza de que – pelo menos – ele não é um novo N’Conco, que vai ficar no clube curtindo carnaval por um ano inteiro sem condições legais de jogar futebol.

Pra completar: por que esperaram a terceira derrota para mandar Beto Almeida embora? Por que afastaram Ítalo Gomes do cargo? Eu tento, mas não encontro justificativas. É grande a chance de o Pelotas ir a campo em Santa Cruz com técnico interino. Dizem que o grupo é qualificado, que os treinos estão sendo positivos, que o material esportivo é um espetáculo, etc. Se o salário estiver em dia, não temos problemas reais e palpáveis. A quem vão culpar, então? A torcida que se cuide. Vão querer punir os sócios. A culpa só pode ser dos sócios!

A realidade é que tem muita gente passando na frente da “terceira força do estado“. Já está mais do que na hora de parar de falar e começar a agir como tal. Enquanto o marketing voa, o futebol tem os pés cravados no chão. Que em Santa Cruz tenhamos uma mudança positiva!

Por: Leandro Lopes

Gostou? Então compartilha, tchê!
Deixa teu comentário

Comentários

  1. Igor Lacerda disse:

    Externamente parecia que tudo estava sendo feito da forma como diz a cartilha, e uma boa campanha parecia certa… Mas infelizmente o resultado não veio! São os velhos Deuses do futebol contra a administração do Áureo-Cerúleo!

  2. Dudu disse:

    Não tenho acompanhado Lobão,não vi nenhum jogo,só vejo resultados,mas o Pelotas é uma equipe de tradição do interior,de grande torcida,e fora de campo acertou em cheio com a Adidas,não posso falar dos reforços porque como não tenho visto os jogos,não dá para fazer analise,mas em relação ao Beto Almeida,não é de agora que vem mal,desde sua volta no Gauchão 2012,onde ele conseguiu uma recuperação mas acabou sendo uma campanha no máximo razoável sendo eliminado pelo time sem torcida do Canoas e fazendo uma campanha ridícula na Copinha com direito a vexames e derrotas como por exemplo para Riograndense por 5 á 0 sendo que o próprio Beto disse em uma entrevista que o Pelotas era equipe visada por ser unica da primeira divisão,e reclamando praticamente em todos jogos dos gramados de todos estádios do interior,sendo que em jogos em casa conseguiu empatar com fraquíssimo Inter de Santa Maria em casa q naquele momento era lanterna. Beto Almeida vai tarde,talvez nem era pra ter começado ano.

  3. Iram disse:

    Com exceção a um ou outro campeonato onde o E.C.Pelotas teve um desempenho melhor,na década passada e nesta década o clube sempre teve participações medíocres.A torcida vangloria-se de estar participando de uma competição de um nível diferenciado porém acaba não reparando que o clube tem breves participações.Pouco se acompanha o clube durante o ano pois suas participações se resumem a no máximo dois meses a cada semestre.Acredito que a torcida deveria se manifestar e cobrar do clube,dos atletas,mais vontade,maior determinação a fim de culminar em melhores desempenhos.Divisão por divisão,que diferença faz se a participação é tão curta.Na realidade o clube apenas faz preencher um dos grupos para completá-lo.Tem que mudar muita coisa neste clube…